sobre - dúvidas frequentes

Dúvidas frequentes

Ao elaborar este site, senti a necessidade de abordar aqui, algumas das várias indagações referentes ao kung fu, em especial ao Wing Chun, estilo por nós ensinado. Fiz um apanhado das perguntas e busquei, sem rodeios, respondê-las.

 

A escola faz uso de faixas coloridas?

Não. O sistema de hierarquia sempre existiu nas artes marciais existentes no mundo, mesmo que não distinto por meio de faixas, cordões ou cores. Nos primórdios do kung fu as faixas coloridas serviam tão somente, para segurar as calças – naquela época ainda não havia sido inventado o elástico, o cinto; por isso os camponeses faziam uso de tiras de pano coloridas para amarrar as calças.


Dentro da Família Lo de Wing Chun Kung Fu não existe graduação por meio de faixas coloridas.

 

Em nossa escola (Wai Man - Escola Tradicional de Arte Marcial Chinesa), o aprendizado é realizado em cinco níveis – referentes aos conhecimentos do SIU NIM TAUCAM KIUBIU ZIMUK ZONGLUK DIM BUN GWAN e BAT ZAM DO -, cada um distinto por uma cor de camisa.   

 

Existe algo que diferencie um aluno do outro?

Sim. Normalmente o aluno iniciante entedia-se, principalmente quando permanece por muito tempo em uma mesma graduação aparente: mesma camisa. Com o objetivo de fazer permanecer o aluno – até que o mesmo se conscientize da não-necessidade de um sistema de graduação – iniciante no MOU GUN (recinto para prática cultural de artes marciais), a nossa escola, sob a aprovação do mestre Lo Siu Chung passou a fazer uso de distinção por meio de camisetas coloridas. 

 

A forma de estágio adotada pela escola (em cinco níveis, associados à cor da camiseta) não tem o intuito de prejudicar ou alterar a tradição, e sim, de facilitar a compreensão por parte dos novatos. Para tanto, é necessário que cada estudante se conscientize de que o conhecimento (de qualquer arte) não deve ser limitado por etapas, graus, faixas ou cores.

 

A ordem das cores adotada pela escola não tem relação alguma com a cor de cada um dos cinco elementos. Optamos - obedecendo ao mestre Lo Siu Chung - por seguir a ordem da cor que vai da mais clara a mais escura:

 

Estágio Introdutório, camisa na cor Branca;
Estágio Básico, camisa na cor Amarela
Estágio Intermediário, camisa na cor Vermelha
Estágio Avançado, camisa na cor Verde
Estágio Superior, camisa na cor Preta.

 

Quanto tempo o aluno permanece em cada estágio?

Tudo é relativo. O tempo de transição de um estágio para outro é relativo, está associado à capacidade de absorção e compreensão do aluno. As lições são transmitidas à medida que cada um assimila as técnicas.

 

Como é feita a avaliação?

Quanto à forma de avaliação, a mesma é feita com base no observar diário em cada aula, no seguir dos dias. É observada não somente a capacidade técnica do aluno; a cada dia, fora ou dentro do Mou Gun são analisados o comportamento, assiduidade, respeito e outros modos. Além, é claro, do amadurecimento do mesmo em cada técnica, da capacidade de fluir com suavidade, firmeza e energia explosiva. A passagem de um estágio a outro pode ser proveniente de uma análise feita por uma banca examinadora, ou da decisão do professor responsável.

 

E quanto ao uniforme?

Seguindo aos padrões da Família Lo, o aluno faz uso de calça na cor pretasapatilha chinesa – lona ou couro -, meias na cor branca, e camiseta (de acordo com a graduação do aluno). Não usamos faixas como sistema de graduação. 
Ao professor, é permitido o uso do tradicional blusão chinês.

 

Nota: Mestre Lo mandou confeccionar um blusão – como presente - para cada um dos discípulos que integra a Família Lo de Wing Chun Kung Fu. Na escola do mestre Lo, o aluno comum faz uso de camiseta na cor preta.


Qual a idade para se iniciar no Wing Chun Kung Fu?

Mestre Lo diz que a idade ideal é a partir dos 13 anos – até uma idade mais avançada desde, que antes, consulte um médico -, por acreditar que antes desta idade a criança está passando por desenvolvimento da estruturação óssea além, de ainda, não ter maturidade suficiente para compreender uma arte tão detalhista e minuciosa que é o wing chun kuen.

 

Mas isso não impede que uma criança com sete, oito ou 10 anos de idade receba aulas de wing chun kunf fu. Desde que o professor tenha consciência e cuidado na transmissão do estilo, não há erro algum.

 

Irei treinar juntamente com alunos mais graduados?

Sim, mas em alguns treinos a classe será separada. Estudar, pesquisar, treinar e transmitir Wing Chun é, para mim, filosofia de vida. Cada aluno é um, sempre diferente do outro, independente de ser do sexo masculino ou feminino; se é mais jovem ou mais velho, se quer somente exercícios para melhorar a saúde ou para desenvolver-se nas técnicas marciais.

 

Um professor cuidadoso deve manter uma classe pequena – entre seis ou 12 alunos – para que possa cuidar com presteza maior cada um deles; existem exercícios que todos poderão executar, bem como existem exercícios que somente outros – por serem mais avançados tecnicamente – poderão fazer. A homogeneização da turma permitirá que cada aluno progrida tendo como espelho seus colegas de academia. 

 

E quando o aluno vem de outra família de Wing Chun?

Existem várias famílias de wing chun, cada uma delas tem seu método particular de ensino. Sendo assim, o aluno que treinou sob a tutela de outra família terá que se adequar ao sistema de ensino da nossa escola, que tem como base o mesmo método da Família Lo de Wing Chun Kung Fu.

 

Às vezes, alunos com conhecimentos advindos de outra escola ou família acabam encontrando dificuldades para compreender as lições. É preciso ‘esvaziar a xícara’, começar tudo de novo antes de adentrar em uma nova família. Paciência, humildade e perseverança quebrarão qualquer barreira na hora de aprender. 

      

Gostaria de representar sua escola, como faço?

Primeiro: deixar de lado – sem perder a vontade – a idéia de representar-nos. Iniciar os treinos deste modo atrapalhará a verdadeira compreensão do estilo. Segundo:compreender o significado FAMÍLIA, e preparar-se para um dia, quem sabe, se tornar um filho nascido na nossa família. Isso demanda treino, perseverança, desprendimento, humildade, amadurecimento e muito, muito treino. Terceiro: ser verdadeiro, não-hipócrita, um verdadeiro exemplo positivo para seus colegas, e para a sociedade.

 

Somente depois de muitos anos sob a orientação do meu mestre fui convidado a fazer parte, integrar a Família Lo de Wing Chun Kung Fu. Mesmo assim, ainda não me sinto um bom representante. Esforço-me a cada dia.

 

Infelizmente, para desgraça do Kung Fu genuíno, muitos alunos – após o pagamento de dezenas ou centenas de dólares – estão aptos a ministrar Wing Chun. Outros, após algumas horas de vídeos-aulas se auto-intitulam mestres! 


É preciso resgatar não somente o Wing Chun, mas toda a arte marcial chinesa e seus incontáveis estilos. O conceito Família deve ser urgentemente resgatado. Kung Fu sem família não é Kung Fu.

 

Sou evangélico, posso treinar Wing Chun?

Sim! As nossas portas estão abertas a todas as classes sociais, religiosas e partidárias. Apesar de o kung fu estar ligado ao budismo e ao taoísmo no passado, isso não significa que para ser praticante da arte você tem de ser taoísta ou budista.

 

Em nossa escola não discutimos princípios religiosos, nem budismo, nem taoísmo; muito menos política ou comportamento sexual. É bom deixar claro que budismo e taoísmo não são religiões, e sim, filosofia de vida correta. 

 

Treino outra arte marcial, posso treinar com vocês?

É necessário muito treino, muitos anos e até uma vida inteira para que se compreenda – não memorizar técnicas – a essência do estilo Wing Chun. 


A maioria dos mestres não aconselha treinar, simultaneamente, duas ou mais artes marciais. Melhor uma ‘coisa’ de cada vez. Primeiro porque o tempo está cada vez mais escasso, e dividir o pouco de tempo que temos acabaria por comprometer uma compreensão mais apurada na arte. Segundo, nos alimentamos mal, dispomos de uma energia limitada; assim, teríamos de dividir a que temos com as artes treinadas. Assim, não nos especializaríamos em nenhuma delas. Melhor escolher um ponto a focar e trabalhar nele.


Escolha bem o que você quer treinar, e vá com vontade. Mas vá com calma!

 

Dentro de quanto tempo de treino ficarei bom?

Tudo é relativo. Mas somente depois de dois ou três anos, com muito treino, os resultados começarão a vir. Mas como disse, tudo é relativo.

 

A escola participa de campeonatos?

Não. As competições limitam a arte, apesar de treinar o atleta no domínio emocional: confiança etc. As emoções podem ser trabalhadas doutros modos. Não é necessário passar o fio da faca no dedo para experimentar a capacidade de seu corte, tampouco decepar o pescoço de alguém para experimentar o corte da espada.

 

Treinamos Wing Chun como arte marcial, sim, para combate. Mas temos conceitos diferentes no tocante à competição. São os pontos proibidos em campeonatos que buscamos para bater com socos, chutes, cotoveladas, joelhadas, cabeçadas, pegadas etc.

 

Wing Chun é o melhor estilo de Kung Fu?

O meu mestre, sifu Lo Siu Chung responderia: “O nosso estilo funciona...”.
‘Eu começaria tudo novamente, treinaria o mesmo estilo, gosto da simplicidade – não estou falando de facilidade -, da sua efetividade em situações reais’, eu diria. 


Não importa qual arte marcial seja. Pratique aquela pela qual você se sente atraído, não importa o nome, nem a origem. Sinta seu coração e siga adiante.

 

Você ainda tem dúvidas além das esclarecidas aqui?
Escreva para nós ou faça-nos uma visita.